Demolition Incorporada (PI)

DANÇA DOENTE

Sick Dance

Danza Enferma

1/2

90 min.

18 anos

Sala Teat(r)o Oficina

Sinopse Synopsis sinopsis

Dança Doente aborda a dança enquanto pathos, mais especificamente enquanto sintoma, alteração da percepção subjetiva do corpo infectado pelo mundo
e atravessado por forças que o esvaziam e o destituem.
Como ponto de referência tomei de empréstimo o universo do coreógrafo Japonês Hijikata Tatsumi: seus escritos, suas imagens e suas danças, numa espécie de fantasmagoria revelada entre fascinação e ficção.
Essa obra se organiza como uma patologia dançada por um corpo em movimento para fora de si mesmo, uma dança virótica,
contagiosa, que acontece como premonição de morte, mas apenas e
tão somente para reafirmar a vida em toda a sua potência.

Dancing Sick approaches dance as pathos, more specifically as a symptom, an alteration of the subjective perception of the body infected by the world and traversed by forces that empty and destitute it. As a point of reference I borrowed the universe of the Japanese choreographer Hijikata Tatsumi: his writings, his images and his dances, in a kind of phantasmagoria revealed between fascination and fiction. This work is organized as a pathology danced by a body moving out of itself, a viral dance, contagious, which happens as a premonition of death, but only to reaffirm life in all its power.

Dança Doente (Danza Enferma) aborda la danza como un pathos, más específicamente como un síntoma, una alteración de la percepción subjetiva del cuerpo infectado por el mundo y atravesado por fuerzas que lo vacían y lo privan.
Como punto de referencia, tomé prestado el universo del coreógrafo japonés Hijikata Tatsumi: sus escritos, imágenes y bailes, en una especie de fantasmagoría revelada entre fascinación y ficción.
Este trabajo está organizado como una patología que baila un cuerpo en movimiento fuera de sí mismo, una danza viral y contagiosa, que ocurre como una premonición de la muerte, pero solo y solo para reafirmar la vida en todo su poder.

Ficha Técnica  Credits

Uma obra de Marcelo Evelin/Demolition Incorporada

Conceito e coreografia: Marcelo Evelin
Criação e interpretação: Andrez Lean Ghizze, Bruno Moreno, Carolina Mendonça, Fabien Marcil, Hitomi Nagasu, Luana Gouveia, Marcelo Evelin, Márcio Nonato, Rosângela Sulidade, Sho Takiguchi
Dramaturgia: Carolina Mendonça
Música: Sho Takiguchi
Luz Thomas Walgrave
Espaço: Marcelo Evelin e Thomas Walgrave
Direção Técnica: Luana Gouveia
Colaboração Artística: Loes Van der Pligt
Orientação de Pesquisa: Christine Greiner
Colaboração em Figurino: Julio Barga
Training em Dança Tradicional Japonesa: Heki Atsushi
Fotografia: Maurício Pokemon
Voz em off: Ohno Yoshito
Direção de produção: Regina Veloso/Demolition Incorporada + Materiais Diversos Agenciamento e difusão CAMPO/Brasil e Materiais Diversos/exterior

Co-producão Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte Klauss Vianna de Dança 2015 / Ministério da Cultura, Governo do Brasil. Kunsten Festival des Arts - Brussels (BE) NXTSTP, Teatro Municipal do Porto - Rivoli - Campo Alegre- Porto (PT), Festival d’Automne à Paris / T2G-Théâtre de Gennevilliers (FR), Kyoto Experiment KEX (JP), Spring Festival - Utrecht (NL), HAU Hebbel Am Ufer/Tanzimaugust - Berlin (DE), Teatro Municipal Maria Matos - Lisboa (PT) Alkantara - Lisbon (PT) Festival Montpellier Danse 2017, Montpellier (FR), Mousounturm - Frankfurt (DE), Goteborg Festival (SE), TanzHaus - Dusseldorf (DE), Vooruit - Gent (BE), La Batie – Festival de Genève - Genève (CH), NXTSTP - com apoio de European Union’s Culture Programme

Residências artísticas Teatro Municipal do Porto/Rivoli - Campo Alegre, Porto (PT), Mousounturm, Frankfurt (DE), CAMPO arte contemporânea, Teresina-Piauí (BR), PACT Zolverein, Essen (DE), Vooruit, Gent (BE), Studios C de La B, Gent(BE)

Vídeo

Siga os artistas  Follow the artists