Luis Ferron (SP)

OS CORVOS

The Crows

1/1

70 min.

16 anos

Sala Teat(r)o Oficina

Sinopse Synopsis sinopsis

Luis Arrieta e Luis Ferron levam para cena uma questão latente, a morte, refletindo sobre o presente sem passado ou futuro – o presente como sentido vital e a morte como certeza final. “Reza a lenda que os Corvos são mensageiros da morte. Quando me deparei com ela, pensar a morte deixou de ter o pesar pregado pela cultura ocidental e as suas crenças. Ao contrário, pensá-la me levou ao encontro da vida. Talvez os Corvos não sejam os mensageiros da morte, mas da vida.”

Luis Arrieta and Luis Ferron take to the stage a latent issue, death, reflecting on the present without a past or future - the present as a vital sense and death as a final certainty. Legend has it that Ravens are messengers of death. When I came across it, thinking about death ceased to have the grief preached by Western culture and its beliefs. On the contrary, thinking about it led me to meet life. Perhaps the Ravens are not the messengers of death, but of life."

Ficha Técnica  Credits

Direção: Luis Arrieta e Luis Ferron
Intérpretes: Luis Arrieta e Luis Ferron
Projeto de luz e operação: Mauro Martorelli
Edição de trilha eletrônica e operação de som: Teo Ponciano
Arranjo para piano e violoncelo: Pedro Assad
Músicos: Pedro Assad (piano), Thiago Vilela (violoncelo)
Tambores: Almir Jesus de Almeida (Tata Ybadan), Danilo Luango de Almeida (Tata Dassazume) e Ricardo Souza. Todos do Templo de Cultura Bantu Redandá.
Figurino: Fause Haten
Voz em off: Fátima Silva
Registro Fotográfico: Clarissa Lambert
Produção: Núcleo Corpo Rastreado

Vídeo

Siga os artistas  Follow the artists

face_logo.png
Insta_logo.png