KOMBI

Fragmentos de um imaginário tropical

 

            A KOMBI, Fragmentos de um imaginário tropical, é um Programa de Aproximação entre profissionais das artes vivas, nacionais e internacionais, que tem como objetivo a criação de novos espaços de comunicação, conexão e circulação.

 

            Na primeira edição dos PAPOS de KOMBI, na FarOFFa no sofá, fizemos esse encontro, e tivemos a cada dia de uma pergunta norteadora. Diferentes profissionais foram convidados para responderem as seguintes perguntas:

 

1 - É viável pensar em uma nova ética de fazer juntos?

2 - Precisamos de um novo comum?

3 - Cuidadoria, é um caminho para futuros possíveis?

 

            Para segunda edição, a convite do JUNTA – Festival Internacional de Dança de Teresina, os PAPOS de KOMBI voltam com novas perguntas, e convidamos artistas ibero-americanos, que fazem parte de recém lançada pesquisa de mapeamento cultural, prá(c)ticas inspiradoras (de) (das) (las) artes vivas (en) (na) iberoamérica  , coordenado por Ricardo Klein, financiado pelo GREC 2020 (Festival Internacional de Teatro de Barcelona) para responde-las. Partimos do recorte de residências, que é uma dinâmica de trabalho muito conhecida e explorada por todos os países desse contexto, menos o Brasil. Trazendo essa provocação buscamos os coletivos, grupos e artistas que se debruçam sobre esse modo de fazer e criar para responderem essas perguntas:

1 - Como decolonizar nosso interesse?

2 - Por que as distâncias entre a América latina são maiores? É possível pensar uma política cultural latino-americana?

 

            Estamos ansiosos para os próximos papos!!!!!