RENATA CARVALHO

ultravioleta_s

ultraVioleta_s é um grupo composto por três mulheres que atuam em diferentes áreas: atrizes, gestoras, diretoras artísticas, iluminadoras, editoras de vídeo e fotógrafas. Interessadas na intersecção de diferentes linguagens artísticas, hoje investigam a relação entre teatro, arte tecnologia, programação, vídeo arte e videogame. Tematicamente as integrantes se debruçam, atualmente, em questões ligadas a formas não hegemônicas de existência na Terra, sendo elas humanas, vegetais ou animais e pelo tema do trabalho em consonância com a vigilância digital, Big Data e Data Commons, para criarem suas obras.

Mas tudo começou bem diferente, a companhia surgiu em 2007 chamada Academia de Palhaços na UNICAMP e por sete anos pesquisou a linguagem do palhaço e do circo teatro brasileiro. Em 2016, com a criação do espetáculo Adeus, Palhaços Mortos, o grupo ressignificou o mergulho no teatro popular e verticalizou a intersecção entre teatro e artes visuais. Em 2019, criou o espetáculo Há Dias Que Não Morro que desdobrou a mesma busca estética ao discutir os aprisionamentos contemporâneos e colocou em cena uma dramaturgia inédita. O espetáculo estreou no Festival Internacional de Antália, na Turquia e teve temporada de estreia no Brasil no Sesc Pompeia. Com carreira internacional marcada também pela participação no World Stage Design em Taiwan, em 2017, em outros dois festivais de teatro na Turquia, em 2018, (Trabzon e Antália) e alguns prêmios acumulados (Shell, APCA, Aplauso Brasil e outros), o grupo busca provocar fissuras artísticas no cotidiano que desequilibrem o espectador e lembrem-no de sua condição humana.